FATORES ASSOCIADOS AO DESEMPENHO EM CORREDORES DE RUA

Mabliny Thuany

Resumo


O aumento do número de corredores de rua tem sido notório em todo o mundo. Dentre os fatores que podem ser determinantes para o desempenho na modalidade, as características do ambiente externo (natural e construído) têm sido pouco explorados. O objetivo do presente trabalho é verificar os fatores associados ao desempenho em corredores de rua brasileiros, levando em consideração características individuais, do treinamento e sua percepção sobre o ambiente em que está inserido. A amostra foi composta por 1238 corredores de rua brasileiros, participantes do projeto “InTrack”. Os participantes responderam a um questionário eletrônico, com informações biológicas (sexo, idade, massa corporal e estatura – para cálculo do índice de massa corporal), do treinamento (ritmo de corrida, motivação para a prática, volume semanal e tempo de prática), bem como a percepção sobre a influência do ambiente natural e construído durante os treinamentos (“sim” ou “não”). Para a análise de regressão linear, o ritmo de corrida foi considerado como variável dependente, e tendo como possíveis preditores o sexo, índice de massa corporal, tempo de prática e percepção sobre a influência do ambiente natural e ambiente físico. O modelo de regressão foi analisado pelo software SPSS 24.0, considerando α < 0,05. As variáveis consideradas no modelo explicaram 39% da variação da performance em corredores de rua brasileiros. Indivíduos com maiores valores de IMC e que relataram a influência do ambiente construído sobre o treinamento apresentaram performance inferior. Homens e corredores que possuem maior tempo de prática apresentaram melhor performance. Esses resultados sugerem que além das características biológicas e do treinamento, ações políticas, que visem propiciar o desenvolvimento de locais seguros e acessíveis para pratica da modalidade podem ser importantes para o envolvimento e performance na corrida de rua.


Texto completo:

PDF

Referências


ALLEN-COLLINSON, J. Running the routes together: co-running and knowledge in action. Journal of Contemporary Ethnography, v. 37, n. 1, p. 38-61, 2008.

BETTS, J. R. The Technological Revolution and the Rise of Sport, 1850-1900. Organization of American Historians, v. 40, n. 2, p. 231-256, 1953.

BREUER, C.; HALLMANN, K.; WICKER, P. Determinants of sport participation in different sports. Managing Leisure, v. 16, n. 4, p. 269-286, 2013.

BRONFENBRENNER, U. Bioecologia do desenvolvimento humano: tornando os seres humanos mais humanos. Porto Alegre: Artmed, 2011.

DEANER, R. O.; ADDONA, V.; HANLEY, B. Risk Taking Runners Slow More in the Marathon. Front Psychol, v. 10, p. 333, 2019.

DEELEN, I. et al. Attractive running environments for all? A cross-sectional study on physical environmental characteristics and runners' motives and attitudes, in relation to the experience of the running environment. BMC Public Health, v. 19, n. 1, p. 1-15, Apr 2 2019.

EL HELOU, N. et al. Impact of environmental parameters on marathon running performance. PLoS One, v. 7, n. 5, p. e37407, 2012.

FERREIRA, V. R.; BENTO, A. P. N.; SILVA, M. R. Consumo alimentar, perfil antropométrico e conhecimentos em nutrição de corredores de rua. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, v. 21, n. 6, p. 457-461, 2015.

FUZIKI, M. K. Corrida de rua: Fisiologia, treinamento e lesões. São Paulo: Phorte, 2012.

GÓMEZ-MOLINA, J. et al. Predictive Variables of Half-Marathon Performance for Male Runners. Journal of Sports Science and Medicine, v. 16, p. 187-194, 2017.

JANSSEN, M. et al. Understanding Different Types of Recreational Runners and How They Use Running-Related Technology. Internationational Journal Environmental Research and Public Health, v. 17, n. 7, Mar 27 2020.

JOYNER, M. J. Physiological limits to endurance exercise performance: influence of sex. J Physiol, v. 595, n. 9, p. 2949-2954, May 1 2017.

JUNIOR, L. C. H. et al. Perfil das características do treinamento e associação com lesões musculoesqueléticas prévias em corredores recreacionais: um estudo transversal. Revista Brasileira de Fisioterapia, São Carlos, v. 16, n. 1, p. 46-53, 2012.

LEREBOURG, L.; COQUART, J. B. Changes in performances/characteristics of French female runners over the last 12 years. Res Sports Med, p. 1-11, Feb 10 2020.

MUÑOZ, C. S. et al. Anthropometric Characteristics, Body Composition and Somatotype of Elite Male Young Runners. Int J Environ Res Public Health, v. 17, n. 2, Jan 20 2020.

OGUETA-ALDAY, A. et al. Similarities and differences among half-marathon runners according to their performance level. PLoS One, v. 13, n. 1, p. e0191688, 2018.

PARRA-CAMACHO, D.; SANTOS, M. A. D.; GONZÁLEZ-SERRANO, M. H. Amateur Runners' Commitment: An Analysis of Sociodemographic and Sports Habit Profiles. International Journal of Environmental Research and Public Health, v. 17, n. 925, Feb 2 2020.

ROJO, J. R. et al. Transformações no modelo de corridas de rua no Brasil. Revista brasileira de Ciência e Movimento, v. 25, p. 19-28, 2017.

SAMUEL N. CHEUVRONT et al. Running Performance Differences Men and women. Sports Med, v. 32, p. 1017-1024, 2005.

SILVA, A. M. Structural and functional body components in athletic health and performance phenotypes. Eur J Clin Nutr, v. 73, n. 2, p. 215-224, Feb 2019.

TEHRANI, H. et al. Applying Socioecological Model to Improve Women's Physical Activity: A Randomized Control Trial. Iran Red Crescent Med J, v. 18, n. 3, p. e21072, Mar 2016.

THOMPSON, M. A. Physiological and Biomechanical Mechanisms of Distance Specific Human Running Performance. Integr Comp Biol, v. 57, n. 2, p. 293-300, Aug 1 2017.

THUANY, M.; GOMES, T. N.; ALMEIDA, M. B. Validação de um instrumento para caracterização e verificação de fatores associados ao desempenho de corredores de rua. Scientia Plena, v. 16, n. 3, p. 1-7, 2020.

VICKERS, A. J.; VERTOSICK, E. A. An empirical study of race times in recreational endurance runners. BMC Sports Sci Med Rehabil, v. 8, n. 1, p. 26, 2016.

VITTI, A. et al. The “New York City Marathon”: participation and performance trends of 1.2M runners during half-century. Research in Sports Medicine, 2019.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Incluir comentário ';



Direitos autorais 2020 Mabliny Thuany

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia