COPA DO MUNDO DA FIFA BRASIL 2014™: LEGADOS DAS 12 ARENAS PÓS-EVENTO

Rômulo Meira Reis, Luiz Felipe Barros, Silvio de Cassio Costa Telles

Resumo


A Copa Mundo FIFA Brasil 2014 terminou em julho daquele ano. Assim, entende-se que a fase seguinte, o pós-evento, equivale em termos de gestão à desmobilização de estruturas organizacionais e ao aproveitamento do legado deixado. Por isso, esse artigo busca responder à seguinte questão: qual o legado das 12 arenas da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014™? Empregamos as técnicas pesquisa bibliográfica e pesquisa documental. Os dados foram analisados à luz da análise de conteúdo de Bardin. Os resultados detectaram que as 12 arenas tiveram um aproveitamento esportivo de 1010 partidas recebidas entre as temporadas 2014-2017, média de 253 partidas/ano, e um índice aproximado de 21 partidas realizadas por arena ao ano, classificando como elefantes-brancos as Arenas da Amazônia e Mané Garrincha. As conclusões transitórias revelam que o legado deixado pelas 12 arenas possui pontos positivos – a infraestrutura, que precisa de manutenção – e negativos – altos custos, pouco uso, corrupção e investigações.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Incluir comentário ';



Direitos autorais 2020 Rômulo Meira Reis, Luiz Felipe Barros, Silvio de Cassio Costa Telles

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia