FREQUÊNCIA AUTOCONTROLADA DE CONHECIMENTO DE RESULTADOS E SEUS EFEITOS NA APRENDIZAGEM DE UMA HABILIDADE MOTORA DISCRETA EM ADOLESCENTES

Marcia Miranda

Resumo


Estudos como o de Chiviacowsky, et al (2006), comprovam a eficácia da utilização do feedback autocontrolado na aprendizagem de habilidades motoras discretas (adultos e idosos). Porém, não se observa comprovação científica sobre a mesma eficácia em relação aos adolescentes. Nesse estudo, pretendeu-se verificar se a frequência autocontrolada de conhecimento de resultados apresenta efeitos satisfatórios para os adolescentes. O instrumento de coleta de dados utilizado foi o teste laboratorial, procedimentos apresentados por Chiviacowsky et al (2006). Os grupos foram divididos em 10 indivíduos que receberam frequência de CR autocontrolada e 10 indivíduos que receberam frequência de CR externamente controlada. Os resultados foram analisados com o SPSS 17.0. Verificou-se que não existe diferença significativa entre as tentativas, entre os blocos de tentativas e entre as fases de aquisição e retenção. Conclui-se que a aprendizagem ocorreu de maneira mais eficaz no grupo EC enquanto no AC observou-se apenas a melhora no desempenho. 

Palavras Chaves: aprendizagem motora; feedback; frequência autocontrola


Texto completo:

PDF

Referências


CHIVIACOWSKY, S., MEDEIROS, F., SCHILD, J. et al. Feedback auto- controlado e aprendizagem de uma habilidade motora discreta em idosos. Revista Portuguesa da Ciência do Desporto, v.6, n.3, p. 275-280, out. 2006.

CHIVIACOWSKY, S., MEDEIROS, F., KAEFER, A (2005). Frequência autocontrolada de conhecimento de resultados: efeitos na aprendizagem de uma habilidade motora discreta em crianças. In: Ciência e Cultura – Pet Premier. Educação Física: A consolidação como profissão e campo acadêmico, Pelotas.

CHIVIACOWSKY, S. Efeitos da frequência do conhecimento de resultados controlada pelo experimentador e autocontrolada pelos sujeitos na aprendizagem de tarefas motoras com diferentes complexidades. Lisboa, 2000, 371p. Dissertação (Doutorado). Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana. Disponível em: http://tede.ibict.br. Acesso em: 10 mai. 2010.

CHIVIACOWSKY, S.; MEDEIROS, F.& KAEFER, A. “Feedback” autocontrolado e aprendizagem de uma tarefa motora com demanda de força. Revista Bras. Educ. Fís. Esp., v.21, n.1, p. 27-33, jan./mar., 2007. Disponível em: www.revistasusp.sibi.usp.br. Acesso em: 16 mai., 2010.

CHIVIACOWSKY, S.; PINHO, S.; ALVES, D.& SCHILD, J. “Feedback” autocontrolado: efeitos na aprendizagem de uma habilidade motora específica do golfe. Revista Bras. Educ. Fís. Esp., v.22, n.4, p. 265-71, out./dez., 2008. Disponível em: www.usp.br. Acesso em: 10 mai. 2010.

LADEWIG, I. A importância da atenção na aprendizagem de habilidades motoras. Revista Paulista de Educação Física, v. 3, p. 62-71, 2000.

MAGILL, R. Aprendizagem e Performance Motora: conceitos e aplicações. 5. ed. São Paulo: Edgar Blucher, 2000.

PAYNE, V. & ISAACS, L. Desenvolvimento Motor Humano: uma abordagem vitalícia. 6. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2007.

PELLEGRINI, A. M. A aprendizagem de habilidades motoras I: o que muda com a prática? Revista Paulista de Educação Física, supl. 3, p. 29-34, 2000. Disponível em: www.usp.br. Acesso em: 15 mai. 2010.

SCHMIDT, R. Aprendizagem e Performance Motora: dos princípios à prática. São Paulo: Movimento, 1993.

TANI, G. Comportamento Motor: aprendizagem e desenvolvimento. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

TREPTOW, J.; CHIVIACOWSKY, S.(2008). Efeitos da frequência autocontrolada de conhecimento de resultados na aprendizagem de diferentes programas motores generalizados. In: XVII Congresso de Iniciação Científica. X Encontro de Pós-Graduação, nov. 2008. Disponível em: www.ufpel.edu.br. Acesso em 18 mai., 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia