ESTRATÉGIAS PARA A ADOÇÃO DE HÁBITOS DE VIDA SAUDÁVEIS EM ESCOLARES: UMA PROPOSTA DE MELHORIA

Lúcio Marques Vieira Souza

Resumo


Proposta de melhoria numa Escola Pública do interior do estado de Sergipe, com a inclusão de crianças e adolescentes em estratégias de hábitos de vida saudáveis. Para a obtenção das informações foram aplicados um questionário e a criação de uma proposta de melhoria com ações voltadas para hábitos de vida saudáveis através da prática de atividade física. Como o ambiente escolar é um espaço que deve ser utilizado para a difusão de ideias e informações, assim começar com a adoção de hábitos saudáveis dentro da escola, orientando os alunos inicialmente e consequentemente o incentivo a adotar mesmo quando não estiverem mais participando da vida escolar, ou seja, que levem para toda as suas vidas.


Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Decreto Presidencial nº 6.286, de 5 de dezembro de 2007. Institui o Programa Saúde na Escola (PSE), com a finalidade de contribuir para a formação integral dos estudantes da rede pública de educação básica por meio de ações de prevenção, promoção e atenção à saúde. Brasília (DF). Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, v. 144, n. 234, p. 02, 05 dez. 2007. Seção 1, pt. 1.

________. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde na escola / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – Brasília: Ministério da Saúde, 2009.96 p.: il. – (Série B. Textos Básicos de Saúde) (Cadernos de Atenção Básica; n. 24).

DAB, Departamento de Atenção Básica. Secretaria de Atenção à Saúde. Ministério da Saúde. Vigilância Alimentar e Nutricional: curvas de crescimento. Disponível em http://dab.saude.gov.br/portaldab/ape_vigilancia_alimentar.php?conteudo=curvas_de_crescimento. Acesso em 27 de setembro de 2016.

FINKELMAN, J., org. Caminhos da saúde no Brasil [online]. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2002. 328 p. ISBN 85-7541-017-2.

GUEDES, D. P.; LOPES, C. C.; GUEDES, J. E. R. P. Reprodutibilidade e validade do questionário internacional de atividade física em adolescentes. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, v. 11, n. 2, p. 151-8, 2005.

SANTOS, Ligia Amparo da Silva. Educação alimentar e nutricional no contexto da promoção de práticas alimentares saudáveis. Revista de Nutrição, Campinas, v. 18, n. 5, p. 681-692, Oct. 2005.

SBEM, Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia. Projeto Escola Saudável. 2016. Disponível em http://www.endocrino.org.br/projeto-escola-saudavel/. Acesso em 24 de maio de 2018.

TOSCANO, José Jean de Oliveira. Qualidade de Vida também é Atividade Física. Maceió: EDUFAL. 2013.

VILARTA, R. A Educação Física e a Promoção da Qualidade de Vida na Escola: Desafios na Saúde de Comunidades Escolares. In: VILARTA, Roberto; BOCCALETTO, Estela Marina Alves (orgs.). Atividade Física e Qualidade de Vida na Escola: Conceitos e Aplicações Dirigidos à Graduação em Educação Física. Campinas, SP: IPES, 2008. p. 11-18.

YOKOTA, Renata Tiene de Carvalho et al. Projeto "a escola promovendo hábitos alimentares saudáveis": comparação de duas estratégias de educação nutricional no Distrito Federal, Brasil. Revista de Nutrição, Campinas, v. 23, n. 1, p. 37-47, Feb. 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia