COVID-19: USO DE MÁSCARA E/OU PROTETOR FACE SHIELD NAS AULAS DE NATAÇÃO E HIDROGINÁSTICA

Marcelo Barros de Vasconcellos

Resumo


A pandemia do Covid-19, vírus altamente transmissível de pessoa para pessoa, fez com que muitos países impusessem o fechamento de escolas de natação e hidroginástica (ENH) o que impossibilitou temporariamente a prática de atividades aquáticas. O objetivo deste estudo foi investigar o uso de máscara, no contexto de ENH como contributo para minimizar os riscos de transmissão/contaminação da Covid-19. A metodologia adotada foi de pesquisa das recomendações para reabertura segura das piscinas feitas pelas Federações Internacional e Estaduais de Natação, Organização Mundial da Saúde, Centro de Controle e Prevenção de Doenças, Associação Brasileira de Academias, na base pubmed com descritores Covid-19, pool, swimming and water exercises, além de pesquisa on line com (n) 133 pessoas de ENH composta de donos (16,5%), coordenadores (17,3%), professores (53,4%) e estagiários (12,8%), entre 13 e 17 de junho de 2020. Os resultados mostram que ao serem perguntados se iriam voltar a dar aula de natação imediatamente à autorização de funcionamento do órgão competente, 71,4% indicaram que sim, 16,5% que não e 12,1% ainda não haviam decidido. Ademais, a pesquisa mostrou que mais da metade (57,9%), considera que quando o professor de natação precisar estar dentro d’água para dar aula, é necessário que ele use o protetor face shield, que pode ajudar na interação, no entanto, este protetor tem as desvantagens da abertura na parte de baixo e laterais, que acabam deixando espaço para possíveis entradas de aerossóis, dificulta a mobilidade e não permite afundar e mergulhar. O fato da piscina não ser um meio de transmissão do vírus não permite que os usuários negligenciem o distanciamento físico, hábitos de higiene e uso de máscaras em outros espaços dentro ENH.


Texto completo:

PDF

Referências


Blocken B, Druenen Tvan, Hooff T. van, Verstappen PA, Marchal T, Marr LC. Can indoor sports centers be allowed to re-open during the COVID-19 pandemic based on a certificate of equivalence? Build Environ. 2020; 180:107022.

Bruin YB, Lequarre AS, M Josephine, Clevestig P, Pigazzanic F, Jeddi MZ, Colosio C, Goulart M. Initial impacts of global risk mitigation measures taken during the combatting of the COVID-19 pandemic. Saf Sci. 2020;128:104773.

Woods J, Hutchinson NT, Powers SK., et al. The COVID-19 Pandemic and Physical Activity. Sports Medicine and Health Science. 2020; Epub.

Hughes D, Saw R, Perera NKP, Mooney M, Wallett Al, Cooke J, Coatsworth N, Broderick C. The Australian Institute of Sport framework for rebooting sport in a COVID-19 environment. J Sci Med Sport. 2020;23(7):639–63.

Mohamed AA, Alawna M. Role of increasing the aerobic capacity on improving the function of immune and respiratory systems in patients with coronavirus (COVID19): A review.: Clinical Research & Reviews. 2020; 14, 489e496.

CDC. Centers for Disease Control and Prevention. COVID-19 and pools. Disponível em: https://www.cdc.gov/healthywater/swimming/safe-swimming-week/feature.html. Acessado em 25 de junho de 2020.

ACAD. Procedimentos de Reabertura de Academias. Disponível em: https://www.acadbrasil.com.br/wp-content/uploads/2020/04/comunicados-e-arquivos-acad-brasil-coronavirus-1.pdf. Acessado em 5 de julho de 2020.

AIDEA. Asociación Iberoamericana de Educación Acuática Especial e Hidroterapia. Disponível em: http://www.asociacionaidea.com/pautas-covid-19-programas-de-actividades-acuaticas/. Acessado em 10 de julho de 2020.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Incluir comentário ';



Direitos autorais 2020 Marcelo Barros de Vasconcellos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia